Mais um ano se acabando e eu aqui refletindo e iniciando o meu balanço.
Posso dizer que 2012 foi um ano que eu gastei pra começar a restruturar minha vida, me recompor de besteiras que eu fiz anteriormente. Para fazer isso, mudei pro México, passei um ano dando duro, construi uma equipe que executou um dos projetos mais malucos da Rocket, refazer todo o frontend da Linio em 6 meses, realizamos, apesar de muitas brigas com o meu CIO, porque mesmo entregando tínhamos de fazer muitas besteiras.

Mas isso ainda me deu N oportunidades, que eu sempre tentei abraçar.

Finalmente instrutor de mergulho.

Quem acompanha meu blog sabe, que eu sempre quis ser instrutor de mergulho, depois de 2 anos lutando para conseguir isso e tendo n dificuldades por causa de outras pessoas eu acabei atrasando os meus planos. Mas esse atraso para mim foi genial. Tive a chance de aprender com um dos melhores na área, tanto no meu curso de instrutor, como nos meus cursos de instrutor de especialidades.

E isso me abriu diversas oportunidades novas, como uma parceria para levar meus clientes para fazer curso de instrutor no México.

Orgulho de codar com quem eu codei.

Construí um time de frontend para a Linio que era basicamente de desenvolvedores que eles  não queriam mais na empresa, consegui fazer esse time entregar o projeto mais crítico em tempo record, e todos os membros dessa equipe sairam da Linio foram promovidos, se tornando líderes de projetos e CTOs.

Paixão real retribuida.

Uma das coisas mais legal foi sentir por um ano que eu estive fora, que eu estava em um relacionamento real, aonde a gente dividia nossos problemas, sonhos e aflições e chegamos a soluções em quase todos os problemas. Mesmo longe houve confiança, respeito e amor.

Os sonhos que eu busquei e começo a realizar.

Começamos a operação de mergulho da nossa escola, a Maniac Divers, e vamos completar a meta de formar pelo menos 5 mergulhadores nesse primeiro semestre de operação, sem contar os diversos que viajam conosco.

Frustrações que eu deixo pra trás

Ao voltar pro Brasil eu fui colocado numa situação frustrante, profissionalmente, de indecisão e jogo de mentiras, para sair delas eu tive de forçar o meu caminho, mas como papai sempre dizia que quando fechamos uma porta abrimos uma janela. Esse momento me deu as condições necessárias para fazer o investimento necessário na Maniac Divers.

Mas a promessa para esse ano é simples é deixar essas frustrações no passado e buscar o melhor para o nosso futuro.

O que há de ser em 2014?

Tá na hora de aumentar as apostas, com o verão buscar uma diversificação para a escola, investir em novos sonhos, retormar o roteiro 2011-2012 pela Europa que eu desisti de fazer. Ir pra Roatan num feriado, fazer tudo que eu abri mão de fazer nesses últimos anos.

Que venha o ano novo!

Anúncios